Câmara da Lagoa assinala Dia do Poder Local com atribuição de Medalha de Ouro a ex-autarca

João-Ponte-Lagoa-Presidente-Câmara-Açores

Como reconhecimento pelo trabalho prestado aos munícipes lagoenses, durante uma década, em que exerceu o cargo de autarca e como forma de reconhecimento pela realização de várias obras relevantes para a Lagoa, a Câmara Municipal atribuirá a Medalha de Ouro do Município ao antigo autarca, João Ponte, numa cerimónia que marcará o Dia do Poder Local, que se assinala no próximo dia 26 de novembro, pelas 20h00, no Edifício dos Paços do Concelho.

Esta atribuição de medalha de ouro do Município a João Ponte surge por proposta da Câmara Municipal, apresentada em sua reunião de 22 de Fevereiro do corrente ano, e foi aprovada, por unanimidade, em sessão ordinária da Assembleia Municipal realizada a 26 de Fevereiro de 2016.

Durante dez anos, mais concretamente até ao dia 31 de março de 2015, João Ponte exerceu as funções de Presidente da Câmara Municipal da Lagoa, como resultado da vontade expressa e livre de uma larga e significativa maioria dos lagoenses.

Durante o seu mandato, exerceu o cargo de autarca como uma missão honrosa, exercendo as suas funções com toda a sua dedicação e empenho, em prol do desenvolvimento e modernidade integrais do concelho.

A autarquia lagoense, liderada por Cristina Calisto Decq Mota, homenageia agora o antigo autarca, que deixou a sua marca através da realização de diversas obras relevantes para a Lagoa, sendo conveniente relembrar que foi durante o seu mandato que a Lagoa foi elevada a cidade.

A ele e ao seu executivo, devem-se algumas obras estruturantes para o concelho, como é disso exemplo o saneamento básico da freguesia de Água de Pau, a Casa da Cultura Carlos César, o Centro Comunitário João Bosco Mota Amaral, a requalificação do Convento dos Franciscanos e respetiva instalação da Biblioteca Municipal Tomaz Borba Vieira, a construção da ETAR, a construção de 32 apartamentos a custos controlados na freguesia de Água de Pau; construção da Urbanização Vida Nova; construção das infra-estruturas do Tecnoparque; construção da Pousada de Juventude; requalificação Urbanística da Baixa D´Areia; requalificação da antiga Praça Velha, atualmente Praça da República Portuguesa em Santa Cruz; construção da sede dos Escuteiros da freguesia do Cabouco, do Clube Náutico de Lagoa e da Junta de Freguesia da Ribeira Chã, entre outras não menos importantes que marcaram uma fase de desenvolvimento da Lagoa que contribuiu para a elevação da vila a Cidade a 11 de abril de 2012.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*