Câmara Municipal de Lagoa associa-se ao 30º aniversário do Agrupamento de Escuteiros do Cabouco

camara-municipal-de-lagoa-associa-se-ao-30o-aniversario-do-agrupamento-de-escuteiros-do-cabouco

A Câmara Municipal de Lagoa associou-se às comemorações do 30.º aniversário do Agrupamento de Escuteiros n 798 do Cabouco que decorreram na sua sede e que contaram com a presença da Presidente de Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, que reconheceu, nesta ocasião, o valor cultural enriquecedor desta organização escutista.

A edil lagoense felicitou este agrupamento escutista por mais um aniversário e mostrou-se confiante de que esta mesma organização terá uma longa existência, graças aos muitos jovens que fazem parte do Agrupamento de Escuteiros. Durante esta cerimónia comemorativa a jovem autarca elogiou a organização, os valores e princípios cultivados pela mesma, sendo uma mais-valia cultural para este concelho açoriano.

Segundo uma nota da autarquia, na ocasião, destacou ainda o papel dos fundadores da organização, a quem neste dia de prestou uma justa homenagem e gratidão pelo trabalho desenvolvido em prol do movimento escutista.

No prosseguimento da cerimónia comemorativa, a autarca elogiou os membros da organização escutista, no sentido em que estes abdicam da sua vida pessoal e dedicam-lhe muito tempo, dando continuidade a um projeto colaborativo com a comunidade. Elogiou também a disponibilidade das famílias a este projeto, no decorrer das várias gerações, sendo a alma que mantém de pé a organização.

A autarca lagoense, referindo-se ao fato de a autarquia ter concedido a nova sede aos escuteiros da freguesia do Cabouco, proferiu que isto não nos faz sentir que a missão da autarquia está esgotada, sendo necessário dar sustentabilidade à organização e que a Câmara Municipal lagoense “tem que estar de portas abertas para aquilo que é necessário”. Cristina Calisto Decq Mota também reconheceu que este agrupamento escutista alegra-se com a sua nova sede, mas com sentido solidário, referiu que há outros agrupamentos escutistas no município que também ambicionam uma obra idêntica, mencionando que “estamos em dívida com eles” como é de facto o caso do Escuteiros de Santa Cruz presentes nestas comemorações, reiterando o compromisso de lhe dar um espaço também apropriado para as suas actividades.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*