São Martinho do Cabouco celebra a partilha e a alegria

amigos-sao-martinho-cabouco-cortejo-2015-lagoa-acores

O Grupo de Amigos de São Martinho do Cabouco, na Lagoa, juntou-se em 2012 para criar uma pequena festa alusiva ao São Martinho e desde então tem vindo a crescer e a festejar o São Martinho todos os anos.

A Festa de São Martinho recebe o apoio das entidades oficiais do concelho, nomeadamente a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia do Cabouco e a Casa de Povo, contando ainda com o imprescindível apoio de algumas empresas privadas, como é o caso de Caetano e Medeiros, empresa sediada na Lagoa, que em 2012 foi crucial tendo ajudado a Festa a desenvolver-se com o empréstimo de uma tenda, o que “ajudou a dar o salto e deu a possibilidade no arranque”, salientou Cláudio Gaspar, promotor das Festas de São Martinho ao Jornal Diário da Lagoa.

Em 2013 nasceu oficialmente o Grupo de Amigos de São Martinho, festejando o São Martinho na praça Dona Amélia, com uma tenda maior e a aceitação por parte da freguesia dos Amigos de São Martinho foi “muito boa”.

“Não é um grupo de amigos fechado, é um grupo aberto e disposto a receber outros amigos para diversos convívios, intercâmbios e participação em festas”, referiu Cláudio Gaspar.

Segundo o Promotor do Grupo de Amigos de São Martinho, surgiu a ideia da Festa de São Martinho porque na “freguesia não havia nenhuma festa assim”, sendo o principal objetivo da mesma a partilha e alegria, juntamente com a historia de São Martinho, recriando a época, com o cortejo etnográfico.

De ano para ano a festa de São Martinho no Cabouco tem vindo a crescer, em média recebe mais de meio milhar de pessoas por dia. “Temos tido uma enchente que não esperávamos”, proporcionando assim um fim de semana diferente na freguesia e sobretudo a festa atrai muitas pessoas de fora.

amigos-sao-martinho-cabouco-cortejo-2015-lagoa-acores-porco-no-espeto

Este ano a festa de São Martinho irá realizar-se nos dias 11 e 12 de novembro e conta com uma novidade, a recriação de uma pequena feira medieval alusiva à época de São Martinho, com barracas de artesanato, degustação de queijos, vinho, enchidos e a animação musical será para todas as faixas etárias, com cantorias ao desafio, temas regionais e bandas micaelenses.

Finalmente, a gastronomia conta com as sardinhas assadas, porco no espeto e o novilho será oferecida à população e o cortejo noturno que pretende transmitir o espirito de São Martinho, época com pouca luz, sendo que “toda a envolvência de São Martinho foi numa época que havia pouca luz e tem toda a piada o cortejo ser feito à noite”, referiu Cláudio Gaspar.

DL/AS

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*