Duelo micaelense este domingo na Lagoa

Andre Branquinho sala imprensa Operario futebol Açores Jornal Diario da Lagoa

A equipa sénior do Clube Operário Desportivo recebe, este domingo, dia 02 de outubro, o SC Ideal, equipa da vizinha cidade da Ribeira Grande, em jogo da 5ª jornada do Campeonato de Portugal Prio.

À entrada deste dérbie da Série E, os fabris levam vantagem na classificação com nove pontos, enquanto o adversário tem seis, embora com menos um jogo.

Na antevisão desta partida, o treinador do Operário diz esperar uma boa partida de futebol, entre duas equipas que se conhecem bem e que vão lutar pela vitoria.

“Cada uma das equipas quer a vitória. Nós conhecemos bem o Ideal, quais os seus pontos fortes e onde podemos explorar. É uma equipa agressiva e forte nas transições ofensivas, e temos que estar atentos”, disse.

Segundo André Branquinho, há que dar continuidade ao ciclo de vitórias que o clube iniciou e é importante vencer em casa para recuperar os pontos perdidos no arranque do campeonato.

O treinador do fabris diz que equipa está em crescente e a evoluir, mas tem ainda margem de evolução. André Branquinho sente que a equipa tem mais por onde evoluir e para se tornar mais forte, estando convicto da realização de um bom jogo este domingo e diz acreditar ser possível alcançar a vitória, reconhecendo ser um jogo de tripla onde tudo pode acontecer.

Por outro lado, esta é uma fase importante para a equipa da Lagoa onde é importante não fugir dos lugares cimeiros, assim como garantir a distância dos que lhe seguem.

Foi de resto a equipa que teve os jogos mais difíceis no arranque arranque deste campeonato, frente ao Fátima, Leiria ou até mesmo o Benfica Castelo Branco, adversários fortes e candidatos à subida nesta primeira fase.

Segundo André Branquinho, o objetivo dos fabris passa por pensar jogo a jogo e tentar somar os três pontos, para no final poderem ser feitas as contas.

Diz acreditar que a sua equipa tudo fará para dignificar o emblema da camisola que vestem e até agora não há nada a apontar aos jogadores.

“Não há nada que se possa apontar a estes jogadores, estes têm sido muito humildes, trabalhadores, bons profissionais, e é um bom grupo de trabalho, porque só assim se pode alcançar o sucesso”, referiu.

André Branquinho recorda que a equipa do Operário é praticamente nova, sendo que dos titulares da época passada, apenas Dani e Rodrigão estão no plantel deste ano.

O treinador da equipa da Lagoa adianta que não é fácil ter que fazer uma nova equipa, mas é um trabalho de base que gosta de fazer.

“Nesta caso é fácil de fazer este trabalho porque tenho bons jogadores, inteligentes, humildes e profissionais, e apesar de ser uma equipa nova, tem sido fácil trabalhar com eles, porque aprendem rápido o que se deseja e que estão disponíveis para aprender e colocar em prática o modelo de jogo que se quer implementar”.

“Humildade, seriedade e profissionalismo trona tudo muito mais fácil” recorda André Branquinho.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*