Lagoa continua com pouco para oferecer

Cidade-Vista-St-Crus-Jornal-Diario-da-Lagoa-Açores

A chegada das Low Cost a São Miguel, em abril de 2015, não se refletiu muito na Lagoa no ano transato.
A opinião é do presidente do Núcleo de Empresários da Lagoa (Nelag) que, em declarações à SMTV, considerou que durante o verão de 2015, refletiu-se timidamente, entre os 5 a 10%.

Este ano de 2016, já se reflete mais as low cost, que considerou ter sido uma mais valia. Deixando um desafio de pensar o porquê de não ter vindo mais cedo.

Nesta entrevista, o responsável recordou que a Lagoa tem falta de âncoras turísticas, dando o exemplo de não ter algo que chame o turista a vir à Lagoa. “A Cerâmica Vieira, as Piscinas, a Caloura, uma rede de museus pouco procurada e que não é para todo o publico, é o que temos, mas é pouco”, considerou.
Norberto Ponte recorda que a Lagoa corresponde a 0,5% da oferta turística da ilha, sendo um problema grave a resolver.

Quanto ao que há a fazer, considera o empresário que os governantes é que têm que pensa sobre o que se poderá fazer para sair desta posição.

Dá o destaque a Fábrica do álcool, que pode ser um ponto de alavancagem do turismo na Lagoa, com um edifício devoluto e onde algo poderia ser feito naquele espaço.

Segundo considerou, a Lagoa tem pouco para oferecer, havendo muito pouco turismo e a restauração continua a ser o que de melhor a Lagoa tem.

Outro aspeto que o empresário destaca é a inexistência de um hotel na Cidade. Reconhece ser um investimento grande, mas que poderia haver outro retorno.

Norberto Ponte diz mesmo que a Lagoa nunca foi divulgada como deve ser, como cidade acolhedora. “O fluxo dos empresários hoteleiros tem de ser atraído, e neste sentido tem de haver empenho das autoridades competentes”.

O empresário admite que o turismo continua a ser pouco na Lagoa, apesar de junho, julho e agosto deste ano, ter sido bom, “mas é preciso mais”. Norberto Ponte deixa mesmo o apelo aos próprios emigrantes para que possam regressar à sua terra e investir, neste caso no âmbito do turismo, apelando para a necessidade do investimento na área hoteleira.

DL/SMTV

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*