Atividade sísmica mantém-se mas continua sem ser sentida pela população

sismos Faial e São Miguel 5 e 6 de agosto 2016

Desde a passada sexta-feira, dia 5 de agosto, que tem vindo a ser registada atividade sísmica na ilha de S. Miguel com caraterísticas de baixa frequência, o que pode indicar a presença de fluídos magmáticos/hidrotermais na sua origem.

Segundo o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), citando o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), desde as 00h15 de sexta-feira, até ao momento foram registados 87 eventos, que não permitem uma localização epicentral rigorosa, estando associados à zona sismogénica correspondente à região central da ilha de S. Miguel, abrangendo os sistemas vulcânicos do Fogo e Congro.

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores informou ainda que, desde as 23h19 de 29 de julho, tem vindo a ser registada atividade sísmica numa região epicentral localizada no mar, entre 20 a 30 quilómetros a oeste da ilha do Faial.

Até ao momento foram registados um total de 58 eventos.

Os sismos registados são todos de baixa magnitude, tendo o mais forte ocorrido às 23h19 de 29 de julho com magnitude 3,0 ML na escala de Richter.

Não há informação, até ao momento, de qualquer evento ter sido sentido pela população.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*