Trilhos pedestres dos Açores são procurados por mais de 60 por cento dos visitantes

Açores ambiente rede trilhos pedestres

A rede de trilhos pedestres dos Açores, um dos produtos com mais procura pelos visitantes que buscam turismo de natureza.

A Região disponibiliza atualmente “cerca de 80 trilhos homologados em todo o arquipélago, perfazendo um pouco mais de 800 quilómetros, do Corvo a Santa Maria”.

Falando na inauguração de um novo trilho na ilha do Faial, o Diretor Regional do Ambiente, salientou que o novo percurso é “acessível à generalidade das pessoas”, podendo um maior número “desfrutar de um valioso património natural, quer geológico quer biológico, mas também de um enquadramento histórico-cultural extremamente relevante”.

Hernâni Jorge destacou, a propósito, o investimento feito pelo Governo dos Açores no Monte da Guia com a reconstrução da Casa dos Dabney, antiga moradia de veraneio e atual museu sobre a história desta família norte-americana que viveu no Faial, entre 1806 e 1894, e do Miradouro da Lira.

O Diretor Regional salientou ainda a instalação do Aquário de Porto Pim – Estação de Peixes Vivos, na antiga Fábrica do Tufo, para além da recuperação paisagística e natural que foi realizada.

O novo percurso pedestre contempla também as antigas fortificações que circundam a baía, o Forte da Greta, o Forte de São Sebastião e as ‘Portas’ de Porto Pim, topónimo flamengo que significa Porto Seguro.

Em termos de fauna e flora, o novo percurso permite observar algumas espécies da avifauna marinha dos Açores, como o cagarro (Calonectris diomedea borealis) e o garajau-comum (Sterna hirundo), ou a flora natural dos Açores, caraterizada pela urze (Erica azorica), a faia (Myrica faya), o Bracel-da-Rocha (Festuca petraea) e o Junco (Juncus acutus).

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*