“Pesca Turismo contribui para rendimento dos pescadores e valorização das comunidades piscatórias”

Pesca Turismo contribui para rendimento dos pescadores e valorização das comunidades piscatórias2

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia afirmou esta sexta-feira, dia 8 de julho, em Ponta Delgada, que o programa de Pesca Turismo “desenvolve várias linhas importantes da política do Governo dos Açores para o setor das pescas”, nomeadamente a criação de rendimento adicional para os pescadores, a valorização do património imaterial da pesca e a dignificação da profissão de pescador.

Segundo o executivo regional, Fausto Brito e Abreu salientou que os Açores são “uma região com práticas de pesca seculares”, acrescentando que, através da Pesca Turismo, “os turistas vão poder aprender como se pesca nos Açores e ouvir histórias”, aproximando as pessoas do mar.

O Secretário Regional do Mar falava, a bordo de uma embarcação de pesca, na apresentação do projeto de Pesca Turismo ‘Hominis Aqua’, uma iniciativa do Clube Naval de Rabo de Peixe, em parceria com a Associação de Pescas de Rabo de Peixe e a empresa Futurismo.

A Pesca Turismo consiste numa oferta inovadora de serviços marítimo-turísticos nos Açores, de natureza cultural, de lazer e de pesca, exercida por profissionais do setor, pretendendo-se que se constitua como uma abordagem inovadora para a promoção do turismo e da pesca nas zonas costeiras do arquipélago.

Para tal, é utilizada uma embarcação registada no exercício da pesca comercial, o que permite abrir novas oportunidades de negócio aos armadores, por via da sua entrada no setor turístico.

Na sua intervenção, o titular da pasta do Mar lembrou que, no âmbito do Fundo Europeu para os Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP), “está aberto um concurso de pré-qualificação para os Grupos de Ação Local das Pescas, os GAL Pescas”, frisando que “a Pesca Turismo encaixa em projetos de desenvolvimento local de base comunitária associados à atividade da pesca”.

Brito e Abreu apontou como um bom exemplo de programa de Pesca Turismo o “projeto pioneiro” da Associação de Mulheres de Pescadores e Armadores da Ilha Terceira (AMPA), em parceria com pescadores do Porto de São Mateus, no qual os turistas pagam uma determinada quantia que dá direito a uma refeição a bordo e a dois quilos de peixe que poderão levar consigo ou a meio quilo de peixe que poderá ser cozinhado num dos restaurantes da zona do porto de pesca.

O programa Pesca Turismo foi instituído nos Açores, em 2008, através de um Decreto Legislativo Regional que regulamenta o desenvolvimento de atividades de turismo náutico por inscritos marítimos, utilizando embarcações de pesca profissional, de modo a complementar os rendimentos do setor da pesca e, simultaneamente, proporcionar aos turistas vivências culturais genuínas, divulgando as tradições do setor pesqueiro açoriano.

A Pesca Turismo é uma das medidas propostas no documento estratégico ‘Melhor Pesca, Mais Rendimento’, do Governo dos Açores, que foi apresentado em abril de 2015.

Este ano já foram emitidas 11 licenças para o exercício desta atividade em cinco ilhas, designadamente São Miguel, Terceira, São Jorge, Pico e Flores.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*