Lions Clube de Lagoa: “Só é feliz, quem tiver a coragem de partilhar!”

Lions Clube de Lagoa só é feliz, quem tiver a coragem de partilhar 2

O Lions Clube de Lagoa lançou um desafio “Desafiar os jovens para o serviço Voluntário” e cinco jovens lagoenses abraçaram esse projeto.

No passado sábado, dia 18 de junho, decorreu a Sessão Publica de Reconhecimento aos Jovens Solidários de Lagoa, na Casa da Cultura Carlos César, em Santa Cruz, Lagoa.

No âmbito do projeto social “Desafiar os jovens para o serviço Voluntário”, os objetivos eram diversificados, nomeadamente, de promover o bem-estar da Comunidade através de ações cívicas, sociais e culturais.

Este projeto serviu para “incentivar os jovens do concelho a adotarem hábitos de servir a comunidade, estimulando-os para uma cidadania responsável e promovendo boas praticas para o desenvolvimento juvenil”, declarou ao Diário da Lagoa, José Manuel Baião, Presidente do Lions Clube de Lagoa.

No que diz respeito às áreas de intervenção, os jovens estudantes, numa parceria entre a Escola Secundária de Lagoa e do Lions Clube de Lagoa, intervieram na área da saúde com diversos rastreios, no ambiente com a reflorestação endémica da Macela, algumas ações sociais com campanhas solidárias e finalmente junto às crianças com a recolha de brinquedos.

Assim cinco jovens da Escola Secundaria de Lagoa, intitulados de “os cinco magníficos” foram desafiados pelo Lions Clube de Lagoa que aceitaram, “sem medo, o desafio”, referiu José Manuel Baião.

Para o Presidente do Lions Clube de Lagoa, esses jovens solidários “passaram a fazer parte da nossa família. Passaram a ser para nós, os magníficos jovens solidários do Lions Clube de Lagoa”.

Consequentemente, todos os participantes receberam uma merecida distinção e um premio, mas “deram-nos muito mais do que vão receber, trouxeram mais energia às nossas atividades, ajudaram a nossa criatividade, desafiaram-nos, eles próprios, para uma cumplicidade que se manifestou em vários níveis de intervenção”.

Segundo André Furtado, Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária de Lagoa, este agradecimento “é muito carinhoso e especial” por reconhecerem todo o trabalho efetuado durante um ano.

Para os estudantes lagoenses, esta iniciativa foi muito importante por implementar nos jovens um espírito de voluntariado, de “servir e pôr de parte a riqueza, a pobreza e dar valor à vida”.

Serviu ainda para refletir no que é que “a vida vale em si. O que é que os outros têm e o que é que eu não tenho? sirvo do meu meio, para ver o meio das outras pessoas e pensar duas vezes antes de falar dos outros. Eu tenho isto mas será que aquele tem? Aquele é feliz com aquilo que tem? E eu sou feliz com aquilo que tenho ou não tenho?”. Estas foram as questões colocadas pelos jovens ao longo do ano.

Assim sendo, o empenho destes lagoenses ao serviço voluntário, através do projeto social, totalizou 113 horas de dedicação, “aprendendo assim algumas coisas sobre os objetivos do Lionismo”, salientou José Manuel Baião.

Segundo o atual Presidente do Lions Clube de Lagoa, que termina o seu mandato daqui um mês, deixando o seu lugar para Manuela Marques, “só é feliz, quem tiver a coragem de partilhar!”

DL/AS

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*