A memória que não se pode perder

Dia do Combatente_Lagoa Açores

No passado dia 9 de abril, assinalou-se “Dia do Combatente”, data que foi comemorada no concelho de Lagoa, através da Delegação de Lagoa do Núcleo de Ponta Delgada da Liga dos Combatentes.

No âmbito desta comemoração, o cemitério da Vila de Água de Pau recebeu a primeira cerimónia, sob o lema “Honrar os mortos em Combate no Ultramar”.

Mais tarde, com a colaboração das Forças Armadas, a data foi recordada junto ao “Monumento dos Combatentes” no Jardim da Nossa Senhora da Graça, na freguesia de Nossa Senhora do Rosário.

“Cruzam-se histórias e episódios de guerra, da comissão em África ou dos feridos da companhia. Encontram-se antigos camaradas de armas. A 9 de abril evoca-se uma vez mais o Dia do Combatente. Os que foram esquecidos durante um regime e são agora evocados na honra da sua dádiva a Portugal”.

Para Manuel Brandão, o presidente do Núcleo de Ponta Delgada, da Liga dos Combatentes, esta é uma data importante de continuar a comemorar, para que a memória não se perca.

Em declarações ao Jornal Diário da Lagoa, o professor refere que esta data serve para mostrar às pessoas que vale a pena. “Nós cumprimos com o nosso dever pagando assim a divida com o nosso país”.

Manuel Brandão adianta que esta data serve ao mesmo tempo para juntar, os indivíduos que um dia tiveram que cumprir uma lei e puseram o que de melhor tinham, ao serviço da pátria, ou seja, a própria vida.

“Se hoje vivemos como vivemos, temos uma série de liberdades, que por vezes abusamos, deve-se essencialmente aqueles que, obrigados, tiveram de ir combater”, recordou.

Segundo refere, “é preciso não esquecer que dentro de 27 anos, Portugal assinala 900 anos da sua fundação, e muitas pessoas nem isso têm interiorizado. Há que ter orgulho desta fundação”.

O Presidente do Núcleo de Ponta Delgada, da Liga dos Combatentes, destacou ainda ser este um acto que serve igualmente para mostrar aos mais novos que, “se existe um país, nós temos a obrigação de contribuir para o seu engrandecimento, e a cerimonia serve também para esse fim”, referiu.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*