Proposta dos Lions Clubes dos Açores vai ser discutida na Convenção Nacional do Distrito Múltiplo 115

Largo Lions Lagoa obras melhoramento (1)

A proposta dos Lions Clubes da Região Açores sobre a organização distrital dos Lions de Portugal foi incluída para deliberação e votação na próxima Convenção Nacional do Distrito Múltiplo 115, que decorrerá na cidade nortenha de Oliveira de Azeméis, entre os dias 22 e 24 de abril.

A comunicação foi formalizada, a 24 de março, a todos os Lions Clubes de Portugal pelo Presidente do Conselho Nacional de Governadores, Companheiro Carlos Lopes, conforme decorre dos preceitos estatutários. A todos os Lions Clubes foi também, distribuído o texto integral da referida proposta.

Recorde-se que os Lions Clubes da Região Açores entendem que a existência de uma outra e diferente organização distrital será mais eficaz na concretização dos objetivos que a Associação Internacional de Lions Clubes tem destinados para o Lionismo em Portugal, por que mais racional na afetação de recursos financeiros que podem vir a ser direcionados para o grande desígnio dos Lions Clubes que é o de prestarem Serviço nas comunidades onde estão inseridos, nesta época de grande emergência social.

A discussão desta temática nos trabalhos da Convenção Nacional do Distrito Múltiplo 115 é o corolário de um processo que foi iniciado em fevereiro do ano passado e que motivou, como nunca antes se havia registado, uma participação destacada de todos os Lions Clubes açorianos na elaboração da referida proposta, em ambiente de grande interesse e de grande unidade lionística regional.

Está a ser organizada uma presença numerosa de delegados dos diferentes Lions Clubes açorianos na reunião magna dos Lions de Portugal para apresentarem e defenderem os propósitos da proposta dos Açores.

No que ela pode vir a representar de mais Serviço em favor das comunidades necessitadas, espera-se que possa fazer interessar nesse objetivo todos quantos estarão em representação dos restantes Lions Clubes do Continente e da Região Autónoma da Madeira.

As expetativas dos Lions açorianos estão assim, em alta por que todos acreditam que ninguém se deve colocar à margem de um Lionismo em Portugal mais atuante e mais útil, na prestação de mais serviços voluntários, em vários níveis de intervenção social.

É o serviço prestado que confere grande credibilidade às virtudes do Lionismo e espera-se que, por isso, nenhum dos Lions de Portugal deixe de se empenhar, fortemente, nesta oportunidade de se potenciar um Lionismo mais forte em favor das famílias portuguesas que, por motivo de dificuldades económicas, atravessam momentos de grande angústia.

DL/LCL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*