“Onde Conversar” estreou no mês de março na Rádio Lagoa

Onde Conversar_Oficina Beleza

No passado dia 20 de março estreou na Rádio Lagoa o programa “Onde Conversar”, com Telmo Ferreira, programa que percorre a Lagoa (e não só) para falar com os seus empreendedores e comerciantes e com as personalidades do município.

O programa de estreou contou com a Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota e Stephanie Ribeiro, proprietária da Oficina da Beleza, na Avenida Litoral, na Atalhada, onde o programa foi gravado em pleno Dia Internacional da Mulher.

“Por fatores culturais, históricos, tradicionalmente a mulher assumiu o papel de liderança dentro da casa, na criação dos filhos, na educação, na gestão familiar. Os últimos tempos denotam que esta situação tem vindo a alterar-se”, respondeu a presidente da autarquia à primeira pergunta sobre a necessidade de haver uma igualdade do papel feminino na política, daí o realço de Cristina Calisto Decq Mota sobre o papel da mulher na Lagoa onde “lideram.

“Não só temos na câmara uma mulher, como na assembleia municipal, presidentes de junta mulheres, como temos as principais instituições da Lagoa lideradas por mulheres. Isto é um sinal que os tempos estão a mudar, que esta situação já não é como era no passado”, referiu a autarca.

À pergunta “as mulheres na política têm sempre que responder a perguntas sobre a família e filhos, enquanto os homens nunca recebem tais perguntas?”, a presidente do município lagoense replicou que “nós mulheres ao sermos esposas e mães quase que nos sentimos obrigadas a responder a algumas questões com a tónica colocada precisamente na família, porque se não fizermos é como se não fossemos boas mães e boas mulheres”.

Por seu turno Stephanie Ribeiro começou por explicar o que é ser cabeleireira: “é ser especial, deixar as mulheres especiais. Conseguir transformar a pessoa desde o momento que ela entra”.

A proprietária da Oficina da Beleza enquanto criança já queria ser cabeleireira, mas seguiu outra formação, no entanto após algum descontentamento voltou às origens. “Fiz uma formação e já lá vão 12 anos e estou realizada”, referiu.

Segundo Stephanie Ribeiro, havendo organização e interajuda familiar, é mais fácil gerir uma carreira profissional para a mulher do século XXI, algo que a presidente da autarquia também concordou.

“Felizmente a mulher lagoense, se calhar por termos uma autarca feminina, já se nota uma exigência grande”, havendo então uma grande diferença desde que começou esta carreira profissional.

A empresária aprofunda o conceito da sua profissão e diz que “por vezes também sou psicóloga, pois há assuntos que entram e morrem aqui e ajudamos a meter as mulheres felizes, após partilharem alguns problemas graves. Adoro cortar, fazer cor, criar e imaginar, mas sendo sincera a mulher na Lagoa é um pouco conservadora, não gosto muito de fazer mudanças drásticas, limitando-me”.

Para quem ainda não conhece a Oficina da Beleza, saiba então que “fazemos manicure e pédicure. Fazemos todo o tipo de trabalho, desde tratamentos, cortes, aconselhamento e a partir do princípio de abril vamos ter um novo tratamento para ver o couro cabeludo, uma linha de tratamentos novos”, realçou a empresária, adiantando que neste momento é muito importante tanto a saúde dos cabelos como a sua estética.

E da Lagoa o que devemos esperar?

“O ano de 2016 do ponto de vista autárquico é um ano em que já iniciamos uma série de processos que não são fáceis. São arrojados, desafiantes para quem está envolvido e que obriga a própria estrutura da equipa de colaboradores da Câmara Municipal a agarrarem conceitos completamente novos. Nós mais que a obra de betão em 2016 temos que pôr em prática alguns projetos que são do ponto de vista deste executivo as áreas do futuro da câmara: o turismo, em conjunto com o desenvolvimento económico”, respondeu Cristina Calisto Decq Mota.

A autarca recordou o “Lagoa Investe”, um regulamento para o desenvolvimento estrutural económico da lagoa e 2016 é o seu ano de experiência. Haverá também o Concelho Municipal Jovem da Lagoa, Orçamento Participativo, ambos pela primeira vez. “Vamos pôr os jovens a pensar política”.

Este ano há ainda uma nova imagem para a Lagoa, a ser apresentada no dia 10 de abril, com o lançamento de aplicações informáticas sobre o município, a nível histórico, cultural e de lazer. “Juventude, crescimento económico, turismo e o nosso parque tecnológico são os grandes eixos”, afirmou a primeira presidente mulher da Lagoa.

A concluir, a Cristina Calisto Decq Mota revelou que adora caminhar na orla marítima lagoense, principalmente ao fim de semana, onde se refugia com a sua música, onde “não há a senhora Cristina, onde não há mãe, onde não há um compromisso”, referiu.

Por seu turno, Stephanie Ribeiro concluiu também o programa de estreia com um conselho para as clientes, amigas e mulheres da sua família, “que nos visitem, e que continuemos sempre lindas, belas, vaidosas, não só por forma, como por dentro”.

Se também quiser que o “Onde Conversar” seja realizado no seu espaço, na sua loja, na sua empresa, pode contatar o nosso jornal que teremos o maior gosto em conversar consigo e com os nossos ouvintes.

Nota final para o agradecimento a Stepanhie Ribeiro por nos receber na sua Oficina da Beleza, na Avenida Litoral, na Atalhada.

Para ouvir a Rádio Lagoa, ligue-se na internet em www.diariodalagoa.com/radio, ou poderá fazer o download da aplicação para Android (APP) e ouvir no seu telemóvel ou tablet.

DL/Telmo Ferreira

Veja o vídeo aqui:

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*