Azores Airlines surge da necessidade de “estarmos mais próximos”, com um serviço de “elevada qualidade”

Azores Airlines surge da necessidade de “estarmos mais próximos”, com um serviço de  elevada qualidade

O Secretário Regional do Turismo e Transportes afirmou, em New Bedford, nos EUA, que a Azores Airlines nasce “não pela vaidade de termos novos aviões ou uma nova imagem, mas para dar resposta a esta necessidade permanente de estarmos mais próximos, assente num serviço que se quer de elevada qualidade”.

Segundo o executivo regional, Vítor Fraga, que falava quinta-feira, dia 18 de fevereiro, na cerimónia de apresentação da nova imagem da Azores Airlines, salientou que é preciso “continuar a ser criativos, continuar a ser ambiciosos, para criar novas formas de relacionamento” entre todas as ilhas dos Açores e todas as comunidades da diáspora.

O Secretário Regional, enquanto membro do Governo dos Açores, “que é o verdadeiro representante daqueles que são os verdadeiros acionistas da SATA, ou seja, todos os Açorianos”, frisou estar presente na cerimónia para “reafirmar o compromisso de que podem contar com o Grupo SATA e agora com a Azores Airlines para manter e reforçar os laços existentes entre a Região e as comunidades açorianas”.

Na sua intervenção, salientou ainda que é necessário prosseguir o trabalho “para continuarmos a construir uma Região cada vez melhor, para projetá-la no futuro e dar um sentido mais eficaz à imagem dos Açores de hoje”.

Numa referência aos resultados do setor do turismo no ano passado, Vítor Fraga salientou que “2015 foi o melhor ano de sempre na história do turismo nos Açores”, tendo sido atingidos “os melhores números em quase todos os indicadores”.

Para o titular da pasta do Turismo, “estes resultados não surgem por acaso”, sendo o “corolário lógico de todo um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos anos por entidades públicas e entidades privadas”.

Vítor Fraga, que salientou não ser este um trabalho apenas do Governo, mas “um trabalho de todos, naturalmente das entidades públicas mas, sobretudo, das entidades privadas”, mostrou-se convicto de que os números têm ainda margem para crescer.

“É esta ambição, é este querer que nos carateriza e para o qual contamos convosco. Os nossos emigrantes são os nossos verdadeiros embaixadores, são os verdadeiros embaixadores do Destino Açores. Não há ninguém que nos conheça melhor do que vós, não há ninguém melhor do que vós para ajudar a divulgar o nosso arquipélago. Estou certo que o têm feito e estou ainda mais certo que irão continuar a fazê-lo, conscientes da importância dessa função”, afirmou o Secretário Regional.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*