“Manter as provas finais este ano letivo dá estabilidade aos alunos”

Manter as provas finais este ano letivo dá estabilidade aos alunos

O Grupo Parlamentar do PS sublinhou esta quinta-feira, dia 18 de fevreiro, que o Governo dos Açores tomou uma decisão “prudente e sensata” ao decidir manter provas escolares de avaliação no final deste ano letivo, recusando-se a mudar as regras do jogo a meio do ano.

A posição foi sustentada por Cláudia Cardoso, que falava em plenário regional, na cidade da Horta.

Segundo uma nota enviada à nossa redação, a deputada socialista frisou que a decisão do Governo da República em terminar com os exames nacionais no 4º e 6º anos é “positiva”, mas a altura em que ela surge, no início de um 2º período em que “tudo está gizado para funcionar de uma determinada maneira, não faz sentido”, criando “uma perturbação a toda organização educativa, pais, alunos e professores”.

Para Cláudia Cardoso, o Governo dos Açores entendeu – e bem – que a Região “manteria provas finais a nível de escola nos anos que estavam estipulados e com os princípios que lhes deviam estar subjacentes”, que “não serão provas nacionais, porque elas não existirão”.

“Numa altura em que queremos que todos se envolvam no sistema educativo, não podemos mudar as regras a meio do ano letivo; o Governo dos Açores decidiu sensatamente, pois a educação precisa de estabilidade. Esta decisão foi sensata e vai precisamente ao encontro do que a maioria da comunidade educativa pensa sobre esta matéria: manter o que estava traçado desde o início do ano letivo”, realçou a deputada socialista, Cláudia Cardoso.

DL/PS

Categorias: Educação, Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*