Resultados do Inquérito Regional de Saúde dos Açores 2014 disponíveis para consulta

Sem Título

O resumo dos resultados do Inquérito Regional de Saúde (InReS) dos Açores 2014 já são conhecidos e estão disponíveis no Portal do Governo dos Açores, na página da Direção Regional da Saúde.

O InReS Açores 2014 surgiu como uma ferramenta de planeamento e de intervenção em saúde pública, com o intuito de conhecer a situação de saúde da população e dessa forma, adequar intervenções que se revelem desajustadas.

Os resultados apresentados, decorrentes da análise dos dados obtidos, correspondem a estimativas para o total da população residente na Região Autónoma dos Açores, com idades compreendidas entre os 20 e os 74 anos.

Neste estudo, destaca-se que, em termos de autoapreciação do estado de saúde, 48,5% da população residente na Região considera o seu estado de saúde bom (39,7%) ou muito bom (8,8%), enquanto 43,5% o avalia como razoável e 7,8% como mau (6,3%) ou muito mau (1,5%).

No que respeita à satisfação dos cidadãos em relação à prestação de cuidados de saúde no Serviço Regional de Saúde, 12,2% está totalmente satisfeito ou muito satisfeito e 59,5% considera-se satisfeito com os cuidados que recebe. Cerca de um quarto da população (26,4%) considera-se pouco ou nada satisfeito com a prestação de cuidados no Serviço.

Em termos de acessibilidade aos cuidados de saúde, 65,8% da população açoriana com idades compreendidas entre 20 e 74 anos, tem médico de família e aproximadamente metade da população (49,7%) recorre preferencialmente ao Centro de Saúde quando necessita de cuidados de saúde, enquanto 30,7% se desloca com maior frequência aos serviços hospitalares e 15% a consultórios médicos privados.

Este estudo pretende criar e manter um Inquérito Regional de Saúde que contribua para obter mais qualidade na prestação de cuidados e mais saúde para os açorianos, através da monitorização e da avaliação das intervenções definidas no PRS 2014-2016, favorecendo igualmente a investigação em Saúde Pública nos Açores.

Esta decisão política é pioneira, a nível nacional, pelo facto de, antes, nenhuma região ter aplicado um inquérito no início e no final da implementação de um plano regional de saúde.

Pretende-se, criar as condições necessárias para observar a amostra estudada no futuro, tornando-o num estudo longitudinal, designadamente através de nova aplicação em 2017.

O resumo do Inquérito Regional de Saúde (InReS) dos Açores 2014 já se encontra disponível no link http://www.azores.gov.pt/Portal/pt/entidades/srs-drs/textoImagem/Estudos+e+Publicac%C3%B5es+da+DRS.htm, onde podem ser consultados todos os resultados.

DL/Gacs

Categorias: Saude

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*