Governo assegura reforço de investimento nas Tecnologias de Informação e Comunicação

(c) Gacs

(c) Gacs

O Secretário Regional do Turismo e Transportes anunciou  que o Governo dos Açores quer “reforçar” o investimento nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), “não apenas na perspetiva financeira, mas sobretudo na qualificação” dos recursos humanos da Região.

Vítor Fraga, que falava na inauguração da Galileo Sensor Station, revelou que o Executivo pretende “utilizar os próximos fundos comunitários para reforçar o investimento em formação avançada em engenharia e tecnologias, quer ao nível da formação pós-secundária, quer ao nível da pós-graduação, de modo a criar massa crítica nos Açores nestas áreas específicas”.

Nesse sentido, o Governo dos Açores vai “implementar o Programa Escola Tech+, que prevê formações pós-secundárias em tecnologias em áreas como a mecatrónica, redes inteligentes e desenvolvimento de sistemas de informação”.

Vítor Fraga acrescentou que se pretende também, no âmbito deste programa, “reforçar as competências da Escola de Novas Tecnologias dos Açores, incidindo nas áreas de gestão de redes, redes inteligentes, manutenção avançada de equipamentos tecnológicos e sistemas de informação”.

Na sua intervenção, o Secretário Regional assegurou ainda que, no âmbito da próxima geração de sistemas de incentivo, o Executivo dará “especial atenção às áreas tecnológicas, incorporando as suas especificidades, quer ao nível das necessidades de investimento, quer ao nível dos fatores concorrenciais no comparativo com outras regiões”.

O titular da pasta da Tecnologia garantiu que o Governo Regional está determinado em “prosseguir este caminho com vista a tornar os Açores um arquipélago tecnologicamente avançado”, frisando que a Agenda Digital e Tecnológica é o “documento norteador desta estratégia”, na qual está previsto um investimento de cerca de 40 milhões de euros até 2020.

Esta estratégia do Governo para a área tecnológica está focada na premissa de “contar com as empresas” açorianas como destinatários dos seus resultados e na definição da Universidade dos Açores como “parceiro de excelência para a sua execução”, afirmou Vítor Fraga, sublinhando que “é com base nesta linha orientadora que o Governo dos Açores decidiu criar o Programa PME Digital, cuja implementação está fixada para o segundo semestre deste ano”.

Este programa visa estimular o surgimento e desenvolvimento de pequenas e médias empresas vocacionadas para o mercado digital, possibilitando o seu acesso a linhas de apoio e serviços que favoreçam a sua integração no mercado global, sempre numa perspetiva de criação de riqueza e de postos de trabalho.

O Secretário Regional lançou ainda um repto à EDISOFT para que “continue a investir nos Açores”, salientando que “o Governo estará disponível para viabilizar outros projetos, através de sistemas de incentivos ou de processos de desburocratização”.

DL/GaCS

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*