Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores será implementado em 2016

Vitor Fraga turismo tansportes Açores debate plano orçamento nov15

O Secretário Regional do Turismo e Transportes afirmou, na Horta, que o Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores será implementado em 2016.

“A implementação do Plano Estratégico e de Marketing do Turismo dos Açores com o Horizonte 2020 resulta do trabalho mais abrangente alguma vez feito na nossa Região, em que todos foram convidados a participar e que está em fase final de validação”, afirmou Vítor Fraga numa intervenção na Assembleia Legislativa durante a discussão das propostas de Plano e de Orçamento para 2016.

Refletindo a prioridade do setor para a Região, o Plano e o Orçamento para 2016 inscrevem 27,8 milhões de euros destinados ao desenvolvimento do turismo, que representam um reforço de 10% face a 2015 e onde a ‘Qualificação e Valorização da Oferta’ é reforçada em mais 1,2 milhões de euros.

O plano perseguirá os objetivos de alavancar a notoriedade dos Açores junto dos potenciais visitantes, posicionar a Região como um destino exclusivo de natureza exuberante, promover a cooperação permanente entre os intervenientes públicos e privados, melhorar a competitividade do destino, aumentando os fluxos turísticos, e salvaguardar a sustentabilidade económica, ambiental e sociocultural do território.

No setor dos transportes, o Secretário Regional afirmou que esta área “é uma das que possivelmente dá maior visibilidade ao espírito reformista que tem marcado a atuação deste Governo”, frisando “a profunda reforma que tem vindo a ser desenvolvida na Região”, no âmbito do Plano Integrado de Transportes.

Ao nível das infraestruturas portuárias e aeroportuárias será alocado um investimento superior a 38,5 milhões de euros, o que representa um reforço de cerca de 15 milhões de euros, para melhoramento das condições de operacionalidade.

Com vista à expansão do transporte marítimo de passageiros, viaturas e carga rodada a todo o arquipélago, será também dada continuidade ao processo de aquisição de dois novos navios de 115 metros.

Vítor Fraga anunciou ainda que, no que se refere ao transporte de carga, o Governo dos Açores, “atento às especificidades e aos constrangimentos que as empresas por vezes têm para exportar os seus produtos, dada a nossa localização geográfica e a sua dimensão, irá disponibilizar, numa medida sem precedentes, um serviço para facilitar a expedição de produtos frescos e congelados, de uma determinada ilha”.

Nesse sentido, adiantou que “vai ser criado um serviço de grupagem de carga marítima entre as ilhas, assim como da Região para o continente, garantindo-se, assim, melhores tempos de resposta e, sobretudo, um custo adequado para os empresários”.

Com esta medida, “serão reduzidos os custos de contexto, permitindo incrementar a competitividade das empresas, quer no mercado interno, quer ao nível das exportações”, frisou Vítor Fraga, salientando que “o escoamento dos produtos interilhas acontecerá duas vezes por mês, em contentores de 20 pés, sendo posteriormente transportados para o continente português os produtos que se destinarem a este mercado”.

O procedimento de contratação do serviço será lançado até ao final deste ano, estimando-se que o serviço esteja disponível no decorrer do primeiro trimestre de 2016.

No setor das obras públicas, enfatizando os efeitos positivos da dinamização possibilitada pela Carta Regional de Obras Públicas (CROP) e ressalvando que “não se pode voltar a fazer o que já foi feito”, Vítor Fraga apontou que 2016 será marcado “por um expressivo investimento ao nível da beneficiação e reabilitação da rede viária”, que contabiliza 21,7 milhões de euros, destacando-se as 23 intervenções ao nível dos circuitos logísticos terrestres de apoio ao desenvolvimento que se executam em todas as ilhas.

No setor energético, Vítor Fraga sublinhou a determinação em apostar nas energias renováveis e no reforço à mobilidade elétrica.

Na vertente social, está previsto um reforço da promoção de Apoio Social Extraordinário ao Consumidor de Energia e da Tarifa Social de Eletricidade, que desde o final de 2012 passou de um apoio a 486 famílias para as atuais 2.450.

“O Plano e o Orçamento para 2016 consubstanciam, mais uma vez, as nossas opções políticas para continuar a fomentar a consolidação e dinamização do tecido económico da Região Autónoma dos Açores, assim como a sua sustentabilidade, num mundo cada vez mais concorrencial”, afirmou o Secretário Regional.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*