Conhecimento e Inovação são fundamentais para o desenvolvimento dos Açores

Nonagon inauguração lagoa Açores parque Ciencia tecnologia São Miguel1

O Presidente do Governo afirmou, na Lagoa, a importância do conhecimento e da inovação para o desenvolvimento dos Açores, salientando o papel que devem desempenhar nessa estratégia os parques de ciência e tecnologia que estão a ser desenvolvidos, criando condições para que as empresas açorianas possam, cada vez mais, criar emprego e riqueza.

“O grande objetivo é o de criar condições para que as empresas açorianas possam cada vez mais criar riqueza, criar emprego com base no conhecimento, na inovação, naquilo que estes dois aspetos podem proporcionar quanto à criação de valor na nossa Região”, afirmou Vasco Cordeiro, na cerimónia de inauguração do Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel – NONAGON.

Vasco Cordeiro salientou que, para a concretização desta estratégia, uma das principais componentes está relacionada com as infraestruturas que permitam dar “melhores condições às empresas açorianas” para que possam atingir os seus objetivos de criação de riqueza e de emprego.

Nesse sentido, além do Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel, destacou também o Parque de Ciência e Tecnologia da Terceira, mais vocacionado para áreas como a biotecnologia e a indústria agroalimentar, ou a Escola do Mar, que será instalada no Faial.

Para Vasco Cordeiro, “quando os agricultores tiverem a perceção da importância que o Parque de Ciência e Tecnologia da Terceira tem para a valorização de toda a cadeia, quando os pescadores tiverem a perceção da importância que a Escola do Mar tem para a valorização, para o rendimento da sua atividade, teremos a mobilização de toda a nossa economia para o cabal aproveitamento e para a potenciação daqueles que podem ser os benefícios que estas infraestruturas podem trazer para o nosso desenvolvimento coletivo”.

O edifício hoje inaugurado, o primeiro do Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel a entrar em funcionamento, disponibiliza cerca de 1.000 m2 para instalação de empresas de base tecnológica e inclui uma área específica destinada ao espaço de incubação de empresas desta natureza, tendo já ocupado cerca de 80 por cento do espaço disponível.

Entre as empresas ali instaladas ou em fase de instalação, 39 por cento são da área de telecomunicações e software, 28 por cento da área das tecnologias de informação e comunicação, 15 por cento da área da eficiência energética e das energias renováveis, 10 por cento da área dos sistemas de informação integrados e oito por cento da área de consultadoria e estudos.

Este edifício é um dos quatro que integram o Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel, tendo Vasco Cordeiro anunciado que o concurso público para a construção do segundo edifício, destinado ao Centro Empresarial de Tecnologias e Informação e Comunicação será lançado até ao final do ano, criando condições para a instalação de mais empresas no NONAGON.

A estratégia do Governo dos Açores nesta área, frisou Vasco Cordeiro, não se limita, no entanto, à componente infraestrutural, também envolve políticas e medidas lançadas para promover o crescimento através do conhecimento e da inovação.

No caminho para alcançar este objetivo, o Presidente do Governo destacou a importância da Universidade dos Açores, salientando “o papel absolutamente fundamental que tem em toda esta estratégia”, mas também o facto de ser “um fator de impulso acrescido para a concretização mais rápida dessa estratégia”.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro referiu ainda a importância da parceria entre o Governo dos Açores e a Câmara Municipal da Lagoa, que permitiu que o Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel não tenha apenas uma perspetiva de desenvolvimento regional, mas também local, aproveitando o seu potencial como fator de desenvolvimento do município.

DL/Gacs

Categorias: Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*