Governo dos Açores atribui prémio para valorizar trabalho das escolas na promoção do sucesso escolar

Avelino-Menezes-educação-premios

A criação do Prémio Ousar, Intervir, Melhorar por parte da Direção Regional de Educação teve por objetivo “a valorização do trabalho das escolas na promoção do sucesso escolar”. 

Segundo o Secretário Regional da Educação e Cultura, a instituição deste prémio, que teve este ano a sua primeira edição, visou também “a criação de uma cultura de divulgação” dos projetos pedagógicos “mais inovadores, na perspetiva do Sistema Educativo Regional, e das próprias comunidades”, com vista “a estimular a implementação de mais e mais projetos pedagógicos verdadeiramente inovadores”. 

Avelino Menezes falava na cerimónia de entrega do Prémio, na Escola Básica e Integrada de Rabo de Peixe, estabelecimento de ensino que conquistou o primeiro e o segundo lugar nesta edição, tendo sido ainda atribuída uma Menção Honrosa a um projeto da Escola Básica e Integrada de Água de Pau. 

Para o governante, esta iniciativa da Direção Regional da Educação “cruza-se, naturalmente, com a batalha que vimos travando pela promoção do sucesso escolar”. 

Nesse sentido, salientou que, entre os objetivos deste prémio, “contam-se os propósitos do acréscimo da taxa de progressão e do decréscimo da taxa de desistência, da elevação das médias das provas finais e dos exames nacionais, do estímulo à assiduidade e da contenção da indisciplina”. 

Nesta primeira edição, que distinguiu projetos realizados nas escolas dos Açores no ano letivo 2013/2014, os dois primeiros lugares, no valor global de oito mil euros, foram atribuídos a projetos da EBI de Rabo de Peixe, denominados ‘Porque a Escola Somos Nós’ e ‘Assembleia de Conciliação’, enquanto o projeto ‘Reviver’, da EBI de Água de Pau, também da ilha de S. Miguel, foi distinguido com uma Menção Honrosa.  

O projeto ‘Porque a Escola Somos Nós’ envolveu 260 alunos de 13 turmas, do 4.º ao 9.º ano de escolaridade, e foi desenhado para ser implementado, numa fase experimental, no ano letivo 2013/2014 e desenvolvido nas novas instalações da primeira fase de requalificação da EBI de Rabo de Peixe. 

Estas instalações foram inauguradas em setembro de 2013, constituindo-se assim uma oportunidade no que diz respeito ao processo de ensino-aprendizagem. 

Por seu turno, o projeto ‘Assembleia de Conciliação’ envolveu 102 alunos, de seis turmas do Programa Oportunidade – nível II e do Programa Oportunidade – nível III. 

O projeto foi implementado devido à premente necessidade de se dotar o espaço escola da segurança, da ética e da conduta necessárias e tidas como fundamentais ao desenvolvimento de atividades de aprendizagem no seio de uma comunidade educativa que se pretende cívica, una e norteada pelo bem comum. 

O projeto ‘Reviver’ foi implementado, numa parceria da escola com a Casa do Povo de Água Pau, numa turma de 7.º ano e envolveu 13 alunos com um percurso escolar irregular, em risco de abandono escolar, com problemas de integração na comunidade escolar, ameaça de risco de marginalização e exclusão social.

DL/Gacs

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*