Assembleia aprova contas da Autarquia e Bolieiro manifesta-se satisfeito com redução da dívida em 3 milhões de euros

Bolieiro-Camara-Ponta_Delgada-Assembleia-Municipal

A Assembleia Municipal aprovou, esta terça-feira, as contas da Câmara de Ponta Delgada relativas a 2014, o que deixou o Presidente José Manuel Bolieiro muito satisfeito, uma vez que a Autarquia conseguiu reduzir, em 3 milhões de euros a dívida camarária.

Como referiu José Manuel Bolieiro, “é uma grande satisfação anunciar que, em 2014, amortizamos 3 milhões de euros de endividamento bancário. Não só cumprimos o serviço da dívida bancária, no valor de 1,8 milhões de euros, como, devido à geração de excedente  orçamental, fizemos uma amortização extraordinária na ordem de 1,2 milhões de euros”.

Para o Presidente, a aprovação das contas pela maioria dos deputados da Assembleia Municipal, significa “a satisfação do dever cumprido e a concretização de uma estratégia de delineamos no nosso projeto de gestão pública municipal”.

A taxa de execução do Município de Ponta Delgada, em 2014, foi a maior de todos os tempos. Em matéria de receitas, saliente-se que a taxa de execução foi de 91,50%, enquanto em 2011  foi de 65%, em 2012 de 71,50% e em 2013 de 74,20%.

Contas feitas, José Manuel Bolieiro defendeu que se está perante “uma tendência crescente e consolidada de crescimento e uma taxa de execução das melhores que poderíamos apresentar em qualquer parte do país”.

Ainda no ano passado, mas no que respeita à despesa, a taxa de execução foi de 89,40%. Em 2011, foi de 64,20%, em 2012 de 69,70%, em 2013 de 73,10%.

Segundo o Presidente da Câmara, a taxa de execução na despesa é igualmente satisfatória, considerando que a Autarquia de Ponta Delgada prova, desta forma, ser “eficiente no que respeita à execução orçamental”.

DL/CMPD

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*