Vasco Cordeiro destaca papel dos Vigilantes da Natureza para a preservação dos valores ambientais

Vasco-Cordeiro-vigilantes-natureza-viatura-eletrica

O Presidente do Governo destacou o papel que os Vigilantes da Natureza assumem na preservação dos valores ambientais da Região, numa altura em que se perspetiva um significativo aumento de turistas devido ao novo modelo de acessibilidades aéreas aos Açores.  

Numa intervenção na abertura do I Encontro Regional de Vigilantes da Natureza, o Presidente do Governo salientou que, em muitas situações, os Vigilantes da Natureza são o rosto da Região Autónoma dos Açores, frisando que a “forma como lidarem com aqueles que visitam as ilhas é a forma como eles se vão recordar de terem contactado com quem tem a responsabilidade de lidar e preservar o ambiente”. 

Vasco Cordeiro destacou, também, que os Açores, a partir dos últimos anos do século XX, deram um salto significativo na afirmação de políticas públicas de conservação da natureza, primeiro com a integração de uma vasta área do território terrestre e marítimo na Rede Natura 2000 e, mais tarde, com a criação dos Parques Naturais de Ilha e do Parque Marinho dos Açores. 

No seu conjunto, os nove Parques Naturais de Ilha e o Parque Marinho dos Açores, integrando 122 áreas protegidas, ocupam uma área superior a 140 mil hectares. 

Em resultado desta aposta na sustentabilidade, os Açores afirmam-se pelo elevado nível de qualidade ambiental que ostentam e pelo potencial dos seus recursos naturais, apresentando uma paisagem protegida classificada como Património Mundial, três reservas da Biosfera da UNESCO, às quais se devem juntar, em breve, as Fajãs de São Jorge, 13 áreas RAMSAR, 12 áreas OSPAR, 40 áreas Redes Natura 2000 e um Geoparque, integrado nas redes Europeia e Mundial.

Atualmente, o corpo de Vigilantes da Natureza da Região Autónoma dos Açores é composto por 33 elementos e, ainda este ano, será aberto concurso para admissão de mais dois – um para o Corvo e outro para o Pico –, suprindo as lacunas atuais e estabilizando este corpo operativo em 35 elementos, distribuídos por todas as nove ilhas, anunciou Vasco Cordeiro. 

Vasco Cordeiro entregou ao Parque Natural de São Jorge a primeira viatura de um programa de mobilidade elétrica, que passa pela aquisição de 14 viaturas para os Parques Naturais dos Açores, das quais quatro já este ano para as ilhas de São Jorge, Flores, Santa Maria e São Miguel, cinco no próximo ano, uma para cada uma das restantes ilhas, e mais cinco em 2017, completando as necessidades dos Parques Naturais de maior dimensão. 

Por cada viatura elétrica introduzida em substituição de outra de combustão a gasóleo, contribui-se para uma redução anual de 2,5 toneladas de emissões de CO2, ao mesmo tempo que se poupam cerca de 1.500 euros por ano em custos de abastecimento.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*