JSD/Açores desafia o Governo Regional dos Açores a reduzir a taxa máxima do IVA

DANIEL PAVAO CCIPD JSD Açores Mario Fortuna

O Presidente da JSD Açores, Daniel Pavão, reuniu com Mário Fortuna, o Presidente da Direção da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIDP), em cima da mesa esteve a análise da evolução da economia regional e o discutiram caminhos a seguir no que diz respeito à temática da economia açoriana.

Segundo a JSD Açores, endo o Turismo o setor que tem permitido ou permitirá alavancar a economia, gerando riqueza e criando postos de trabalho, não se percebe a estratégia do Governo Regional em não reduzir a taxa máxima do IVA que é aplicável e transversal à vasta maioria das empresas e ao setor da restauração, fulcral no Turismo.

Por outro lado, dizem os jovens social-democratas “não se compreende tanta burocracia e amadorismo na preparação e redução dos impostos por parte do Governo Regional, cuja única preocupação tem sido criar obstáculos à entrada em vigor da “anunciada” redução de impostos, preferindo iludir os Açorianos e atrasar o processo de modo a ganhar tempo e margem no, cada vez mais espremido, Orçamento da RAA de 2015″.

O Presidente da JSD/Açores desafia o governo regional a recuperar o atraso e a repor o diferencial fiscal de 30% na taxa máxima do IVA e do IRC, contribuindo para a dinamização da economia dos Açores e para uma maior justiça fiscal entre os agentes económicos dos diversos setores de atividade, em vez da criação de tanto programa ocupacional e/ou de emprego.

Outra questão tem a haver com as ligações aéreas aos Açores onde, para a JSD Açores, será inevitável que o grupo SATA seja saneado e reestruturado, com a entrada de acionistas privados, promovendo a eficiência operacional, que regulem e fiscalizem a intervenção do Governo como acionista maioritário. 

DL/JSD-A

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*