Dia do Estudante na Escola Secundária de Lagoa

Dia do estudante escola lagoa

Comemorou-se a 24 de março o Dia Nacional do Estudante. Uma data que foi promulgada pela Assembleia da República Portuguesa em 1987.

A data é celebrada pelo movimento estudantil, de forma a relembrar as dificuldades e obstáculos que os estudantes enfrentaram nas décadas de 60, aquando da crise académica vivida em Portugal. 

Por forma a não esquecer esta data, a direção da Associação de Estudantes da Escola Secundária de Lagoa (AEESL), antecipou as comemorações, com a realização de uma palestra, que teve como objetivo a “motivação para o estudo”.

Segundo o presidente da Associação de Estudantes este é um dia importante para quem exerce esta função e ao mesmo tempo é pretendido que, com o passar dos tempos, não seja esquecida, como tem acontecido. 

Trata-se de uma data que pretende apelar à participação e mobilização dos estudantes em prol de um novo modelo de educação: uma educação de e para todos. O direito à educação é um direito basilar da nossa sociedade consagrado constitucionalmente e que requer o envolvimento de todos. A data lembra ainda que o estudante é um pilar da sociedade.

Segundo André Furtado o objetivo das ações da AEESL é o de aumentar a prática do estudo, que tem vindo a diminuir fruto de dificuldades que a sociedade vive e acaba por trazer essa falta para escola, levando à desmotivação de alguns alunos.

À escola regressou um ex-aluno que veio passar uma palavra de motivo aos alunos. Rafael Teixeira esteve seis anos na ESL tendo completado o terceiro ciclo e secundário.

Nesta Palestra trouxe sobretudo uma palavra de motivação e de carinho ainda enquanto estudante, uma vez que está a finalizar a sua licenciatura em psicologia na Universidade dos Açores.

Teve como objetivo mostrar a sua experiência e abriu um pouco da sua vida mostrando, o que esta foi enquanto estudante nesta escola e o é atualmente na vida académica.

Em declarações ao nosso jornal, recordou que “enquanto se é estudante não damos valor ao estudo, mas ao olhar para trás, ver que é importante que nos fez crescer e é importante. Pretendo fazer ver que agora é a altura certa, aproveitando o estudo, os amigos, os professores para crescer, aprender a ser melhor, a estar, valorizar o estudo para que o futuro possa ser risonho”.

DL

(Leia a reportagem completa na edição impressa de abril).

Categorias: Educação, Local

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*