Biblioteca Municipal com forte ligação à comunidade

Açores-Noticias-Jornal-Diario-Lagoa-Biblioteca-Livros

A Biblioteca Tomaz de Borba Vieira, é um espaço de educação não formal, que pretende ser mais que um local onde as pessoas possam requisitar ou ler um livro. Quem o diz é Cristina Decq Mota, a vice-presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

Refere a responsável que a Biblioteca Municipal tenta ter sempre uma forte ligação à comunidade, e por isso desenvolve uma série de atividades destinadas a todas as faixas etárias.

“Há uma forte componente educativa, mas há também um peso muito grande na área cultural, onde trabalhamos para todos os públicos e tem sido um espaço que procura ter vida e aproximar do dia a dia da comunidade”, refere.

Cristina Decq Mota, em declarações ao Diário da lagoa, adianta que a biblioteca tem saído do seu espaço físico, e tem ido ao encontro da comunidade, o que permitiu reunir informação junto de algumas pessoas, sobre acontecimentos, hábitos, costumes e tradições da nossa terra que permitira desenvolver futuros estudos.

Em termos de atividades realizadas, são várias ao longo do ano.  “A biblioteca tem um leque vasto de atividades, destaco a Feira do Livro e a Feira Pedagógica como sendo os grandes momentos que marcam a atividade da mesma”.

A feira do livro decorrerá em maio, para toda a população, e a feira pedagógica decorrerá por altura do dia mundial a criança, sendo os dois eventos uma tradição no concelho.

Na Biblioteca Tomaz de Borba Vieira, são realizados regularmente os “Sábados em Família”, um espaço de promoção da leitura, mas que convida toda a família a participar, destaca.

Existem ainda workshops e oficinas de forma regular, há serões culturais, e há todo um aspeto mais recreativo que promove sempre a leitura, adianta Cristina Decq Mota.

Há ainda uma forte ligação às artes plásticas, existe também, exposições e lançamentos de livros.

Segundo a vice-presidente da autarquia, são atividades que tenta abranger o público em geral, sendo que algumas delas são mais direcionadas a crianças e outras os mais adultos.

Em termos de números, este espaço municipal tem tido bastante procura por parte da população, em 2013, foram registados 1277 empréstimos de livros em cerca de 7218 entradas na biblioteca, no ano quase zero do arranque da biblioteca.

Segundo Cristina Decq Mota, a instalação da biblioteca no Convento dos Frades proporciona de alguma forma que esta ganhe uma forma diferente da tradicional biblioteca.

Em termos da promoção da leitura, a biblioteca tem sido convidada para participar fora do concelho, para realizar em outros espaços educativos ações.

Um aspeto que revela o sucesso da atividade que a biblioteca desenvolve, “e estamos a ser convidados, é porque o que fazemos está a ser feito de forma correta, com sucesso e merece ser replicado fora do concelho”, refere a responsável.

DL

Categorias: Cultura

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*