Eurodeputada Sofia Ribeiro anuncia plano de estágios no seu gabinete

Sofia-Ribeiro-europa-emprego-jovem

A Eurodeputada Sofia Ribeiro anunciou esta semana em Bruxelas a criação de um plano de estágios no seu gabinete no Parlamento Europeu. Segundo a eurodeputada do PSD/Açores “este Plano de Estágios pretende proporcionar aos açorianos uma experiência única numa instituição europeia tão importante como o Parlamento Europeu, dando-lhes a oportunidade de acompanhar o meu trabalho, como ele ocorre, em 3 níveis: no seu gabinete, da Comissão Parlamentar e da Sessão Plenária”.

Os objectivos e os requisitos definidos pela Eurodeputada para a realização destes estágios respondem às necessidades que diz detectar na sociedade açoriana, mais especificamente nos jovens, que podem ter poucas oportunidades como estas. Sofia Ribeiro afirmou que “pretendo com estes estágios alcançar transversalmente toda a sociedade, uma vez que considero que todos devem ter acesso a esta oportunidade, desde que preencham os requisitos em cada candidatura. Neste sentido, criei um Plano de estágios que, em períodos distintos, possa não só contemplar a universidade dos Açores, com quem elaborei recentemente um protocolo, não só com jovens quadros do PSD/Açores, apoiando a sua formação política, mas também outros jovens que tenham interesse nos assuntos europeus, que respondam a necessidades específicas de trabalho no meu Gabinete e que não se enquadrem nestas categorias que acabei de referir“.

Nesta lógica, decorrerá entre 15 de janeiro e 15 de abril o primeiro estágio direccionado para os jovens açorianos, com formação superior, que tenham preferencialmente até 30 anos de idade, tendo como prazo limite de candidaturas o próximo dia 24 de Dezembro. Estas deverão ser enviadas para o correio electrónico estagios.gabinetesofiaribeiro@gmail.com e para mais informações poderão consultar a página facebook https://www.facebook.com/maisacoresnaeuropa.

Para Sofia Ribeiro “este estágio terá uma duração de 3 meses e uma periodicidade anual, e assegurarei quer as despesas de transporte, quer a remuneração mensal adequada ao nível de vida de Bruxelas. As candidaturas deverão ser realizadas através de um vídeo de duração máxima de 2 minutos, noutra língua oficial da União Europeia que não o Português, em que os candidatos se apresentam e às suas competências, referem a razão do seu interesse na candidatura e sintetizam a forma como vêem o projecto europeu”.

Segundo Sofia Ribeiro é pretendido assim aproximar a Europa dos cidadãos mas também, e acima de tudo, os cidadãos da Europa, de modo a que estes possam estar por dentro da tomada de decisão europeia, percebam todo o processo e, no final, possam ser agentes multiplicadores do pensamento europeu”.

DL/GDSR

Categorias: Política

Deixe o seu comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*