Avelino Meneses estranha “as incidências da pequena política” sobre o projeto da Casa da Autonomia

ALRA-debate-Assembleia-plano-Avelino-Menezes-educação

O Secretário Regional da Educação e Cultura considerou, na Horta, “estranho que as incidências da pequena política geram as mais insólitas reações de repulsa, procedentes de muitos daqueles que, não raras vezes, reivindicam quase em exclusividade a verdadeira paternidade da Autonomia”.

Avelino Meneses, que se referia aos trabalhos de requalificação e conservação de parte do Palácio da Conceição, em Ponta Delgada, destinado ao projeto da Casa da Autonomia, constatou o facto de que “o grosso da argumentação releva uma corrente de demagogia, amiúde vertida em apelo ao reforço do investimento no sistema produtivo e no apoio social”.  

Para Avelino Meneses, “nestas circunstâncias, é preciso lembrar que a melhor forma de assegurar, aqui nos Açores, maior desenvolvimento económico e melhor solidariedade social, reside precisamente no amparo da Autonomia, que jamais dispensa o trabalho da teoria, designadamente a recolha, o estudo e a difusão de vestígios e, sobretudo, de princípios”. 

O Secretário Regional frisou que “o anúncio do projeto da Casa da Autonomia originou muito consenso na sociedade açoriana, por sinal no ano de 2009, já depois da erupção no termo de 2008 da crise motivada pela convulsão da economia internacional”. 

Numa intervenção na Assembleia Legislativa durante a discussão do Plano e Orçamento para 2015, Avelino Meneses salientou que a redução do orçamento da Casa da Autonomia de 10 para 5 milhões de euros, de 2010 para 2013, “é uma prova do respeito do Governo pelas contingências sociais e económicas do nosso tempo”.  

O plano de investimentos para o próximo ano nas áreas do ensino, cultura e desporto terá um acréscimo de 13%, passando de 71,5 para cerca de 81 milhões de euros, contemplando um conjunto de obras de requalificação do parque escolar, que abrangerá 11 escolas em diferentes ilhas, além de obras na Biblioteca Pública de Angra do Heroísmo e no Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada, e na manutenção do apoio à prática desportiva.

DL/GaCS

Categorias: Educação

Deixe um comentário

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*